Como envelhecer lindamente. Como?

Queridos, segunda passada, estava  conversando com uma amiga sobre envelhecer. Começamos este assunto porque encontrei uma foto desta amiga (ela estava tão linda que parecia uma boneca) e no nosso primeiro encontro de 2016, entreguei a foto.
Ela olhou e disse: o que o tempo faz conosco…

post3

Falamos bastante sobre como o stress, o dia a dia, as decepções, o cansaço vão refletindo no nosso interior e exterior; e como poderíamos fazer para que as alegrias, o trabalho que amamos, o amor pela família, os projetos ficassem acima de tudo que é negativo.
Claro que conforme os anos vão passando, a pele vai ficando mais flácida, o cabelo muda, a memória falha, as dores aumentam…até aí tudo dentro do normal.
Mas porque vai acabando a graça de viver?
 Aquele brilho nos olhos, aquela vontade de novas experiências, de viajar, de conhecer gente, de produzir, será que não podem ficar até o fim??

post1

Ninguém quer morrer, mas depois de uma certa idade parece que morremos. Quando a pessoa vai ficando velha, ela e os outros acabam achando que como já viveu bastante, o que vier é lucro e não tem necessidade de buscar mais nada e aí é só esperar. Esperar o fim da história chegar, sem precisar protagonizar suas próprias cenas.

post2
Os cuidados estéticos, os cuidados com a saúde e alimentação são necessários, mas nossa cabeça, os sentimentos que temos e com os quais alimentamos nossos pensamentos são fundamentais, acredito que tenham maior influência.

Olhar enxergando, ouvir(mesmo que seja com aparelho) com atenção, ter interesse real pelo que nos cerca e pelo que não conhecemos ainda.Querer aprender mais, uma receita, um idioma, algo na internet. Ser curioso.
A alegria de descobrir, de compartilhar, de se relacionar.
Em tudo achar graça. Dar risada.
Não deixar a emoção envelhecer.
Assim, acho que na hora de morrer, mesmo que seja aos 100 anos, nossa pergunta será: mas já?

Coincidentemente, procurando o que assistir, encontrei um filme sobre Iris Apfel.

Pra mim, Iris Apfel é uma resposta viva de como envelhecer lindamente. Envelhecer bonito pra mim, é um pacote e não só a beleza física. Não é a única, temos muitas respostas traduzidas em pessoas, mas pra mim ela é incrível.
Ouvi falar sobre Iris, mais ou menos há sete anos atrás, quando uma artista disse que faria uma obra inspirada nela.
Na época, lembro que já a achei muito interessante.
iris

Seu estilo, sua autenticidade, seus olhos, suas roupas, acessórios, seus óculos enormes. Você não fica com mais vontade de conhecê-la agora do que quando ela era jovem?

iriseseumarido
Iris e seu marido Carl Apfel.
Carl, faleceu, infelizmente, três dias antes de completar 101 anos.

O relacionamento com seu companheiro de tantos anos, a forma de falar, seu trabalho como decoradora, sua empresa de tecidos, as viagens que fez com o marido pelo mundo, por onde passou, o que conheceu, o que comprou. Pra onde vai hoje, o que cria, com quem se relaciona, as visitas que ainda faz para procurar objetos interessantes mesmo com as dificuldades de andar.

Anna Wintour Costume Center Grand Opening
Pasmem: Ela tem 94 anos e diz que ainda recebe muitos telefonemas todos os dias, às vezes até 50 no mesmo dia!!

Qual será que é o segredo pra envelhecer assim?
Não ser uma desconhecida pra nós mesmas?
Saber o que fica bem e o que não fica e assim nos sentirmos mais seguras?
Ter coragem? A coragem vem do fazer vocês sabiam?
Gostar do que fazemos e de quem somos?
Olhar o próximo com empatia e compaixão?

Amigos e amigas queridos.
Não sei o segredo deste pacote, ainda!
Afinal, espero estar só na metade da jornada!
Quando estiver velhinha, bem bonita, ativa e feliz,eu conto.

iris4

Estas frases abaixo são de Iris Apfel.
Tirei de uma matéria na Vogue da época em que ela visitou o Brasil em 2013 a convite da Swarovski,
Vale a pena ler.

#1. “Todo mundo tem que começar de alguma forma, eu comecei noWWD como uma copy girl. Ser uma copy girl significava pegar papéis nas impressoras e ir levando de um editor para o outro. Apesar de ganhar 15 dólares semanais, eu amava o que fazia, mas tive que sair quando percebi que as pessoas cujas posições eu poderia vir a ocupar eram muito velhas para engravidar ou muito novas para morrer”.

#2. “Quando o MET me chamou para criar uma exposição ['Rara Avis', em 2005] eu pensei: ‘Vai ser fácil eu só preciso colocar umas peças que eu gosto numa vitrine’. Mas aí eles sugeriram de mostrar como usava cada acessório em diferentes épocas da minha vida. No final das contas, saíam uns três caminhões de roupa todos os dias da minha casa. Fora que havia várias cláusulas sobre ganhar uma exposição no MET, uma delas era já ter morrido, mas como vocês podem perceber, essa foi eliminada”.

#3. “Me falaram que eu ia encontrar apenas coisas made in China no Brasil, mas fui a feiras maravilhosas, que mantêm viva a cultura daqui. Comprei algumas coisas e confesso que se a alfândega deixar, eu vou levar muitas coisas para casa e até mesmo pendurá-las em mim”.

#4. “Adorei dois lugares no Brasil: o primeiro foi o Museu Afro Brasil, adorei saber que tem um lugar que mostra como a cultura africana colaborou com o país, há peças belíssimas, eu aconselho todo mundo a ir lá. O segundo foi um lugar com grafites dos dois lados [disse se referindo ao Beco do Batman, na Vila Madalena], que parece um sanatório. Eu amei”.

#5. “Se aposentar é pior que morrer. Há tantas coisas esperando para ser feitas no mundo”.

#6. “Uma peça que eu jamais usaria? O biquíni, of course!”.

#7. “Uma dica para uma boa mala: leve metade das roupas e o dobro de dinheiro. Eu faço péssimas malas. Por exemplo, trouxe essa coisa [se referindo a uma enorme estola lararanja que usava] e não trouxe uma capa de chuva”.

#8. “O conceito de elegância não mudou com o passar do tempo. Ele foi jogado pela janela”.

#9. “Há necessidade de se ter artistas, pelo simples fato de que se eles não existirem, as pessoas murcham e morrem sem a arte”.

#10. “Aprendi com a minha mãe que se você tiver um único vestido preto e os acessórios certos, você pode ter 50 vestidos diferentes”.

por (VINICIUS ALENCAR)

 

3 Comments

Filed under Mulheres que fazem a diferença, pessoas que fazem a diferença

3 Responses to Como envelhecer lindamente. Como?

  1. LINDA E INSTIGANTE MATÉRIA!…Iris Apfel é realmente única e maravilhosa!…Sobre a felicidade e o passar dos anos, acho muito importante, que cuidemos de manter vivos dentro de nós cada idade por que já passamos como uma forma de ter no coração a pluralidade de sentimentos e formas de nos relacionarmos com a vida e com as pessoas que nos rodeiam!… Não sei como será daqui pra frente, mas até hoje, tenho uma criança e uma adolescente muito fortes dentro de mim e com isso eu tenho sempre( ou quase sempre!…) um olhar leve , simples e otimista em relação ao que vou encontrando pelo meu caminho!…

  2. Maria Vilma

    Eu penso muito nisso, Tânia! Como cuidar para que chegue o mais pra diante possível e bem… física e mentalmente, sem arrependimentos…
    Tomara que eu consiga…
    Outro dia li uma frase de Albert Einstein, que diz: “O bom lado das coisas:
    por mais velho que se seja pode-se ser mais jovem do que nunca!”
    Eu acredito nisso…Aliás, confio nisso!!! Hahaha…
    Este post é uma cutucada, um alerta pra vida!!!
    Quanto à Iris Apfel, eu também gostaria de ter longas conversas com ela…hahaha…
    A propósito, com esse texto primoroso, senti-me sentada com vc frente a frente discutindo esses assuntos… indagando… buscando respostas…
    Post lindo, lindo!!!
    Obrigada, Flor!
    Bjs!
    MaVi

  3. Assunto imprescindível para quem quer chegar lá com tudo em cima! Assisti ao documentário da Iris. Que mulher incrível e que companheiro incrível que ela tem.
    Adorei a postagem e vou repassar.
    Bjs

Comente!