Tag Archives: Tânia Sciacco

Lançamento do livro: Laila tinha uma surpresa. Uma história de Shabat

Hoje  quero falar do lançamento de um livro que tem duas autoras, Tania Menai e Luciana Pajecki Lederman. Conta também com a ilustradora carioca Babi Wrobel Steinberg.

Antes de falar do livro, quero contar pra vocês como conheci a Tania.(Fiz um post, um tempinho atrás falando de algumas pessoas incríveis que conheci através da internet. Se você quiser ler o post clique aqui.)

Então,Tania é uma destas pessoas incríveis! Pesquisando pela internet cheguei ao site dela.
Fui lendo as entrevistas (que ela é craque em fazer), conheci o blog que ela mantém na revista TPM, o SóemNY e fui me tornando fã de tudo que ela escrevia. Acompanhei o lançamento do primeiro livro, do Oiapoque ao Chui e o nascimento da filhinha Laila. Neste tempo já a conhecia pessoalmente e fiquei mais fã ainda.
imaginem a minha felicidade quando ela aceitou desenvolver um trabalho conosco!!
:)
Tenho o maior orgulho de ter no currículo do nosso escritório algumas newsletters escritas por ela.
Você pode ler alguns dos textos da Tania que publiquei no blog aqui, aqui e aqui.

Vamos ao livro:
capalaila

O Livro (Texto do site, por Tania Menai).

Tudo começou num delicioso almoço de Shabat na casa da Luciana, em outubro de 2013, em Nova York. Conversamos sobre a quantidade e variedade de livros judaicos para crianças em livrarias americanas: pessach, chanuká, sukot, eles tem de tudo. A comparação é sempre inevitável: no Brasil, a realidade é outra.

Adoraríamos que as crianças brasileiras também pudessem usufruir de livros com temas judaicos feitos para elas, com um toque contemporâneo e tropical. Então resolvemos criar! Nossa intenção é escrever uma série que inclui festas e valores. Para começar, elegemos o Shabat, por ser atemporal, universal e cada vez mais necessário.

Resolvemos que a história giraria em torno de uma família moderna, que inclui avô sefaradi, avó esquenazi, pai, mãe e três filhos: uma menina e seus dois irmãos mais velhos. Os nomes das crianças são em hebraico, curtos e acabaram sendo dos nossos próprios filhos. Prezamos a mistura, a abertura e a diversidade: as cenas na escola mostram bem isso.

Tentamos passar a mensagem de um judaísmo contemporâneo, vivido na realidade brasileira, ou de qualquer país da América Latina. Um livro para famílias de casamentos mistos, para crianças judias e não-judias, para crianças de escolas judaicas ou não. Enfim, um livro para crianças.

O tema da história gira em torno de tempo e família e acertamos em cheio ao escolher – a dedo – a Babi para ilustrá-lo. Ela mora no Rio, então nossas reuniões eram por Skype. O resultado não poderia ter sido melhor, não acham?

Nosso projeto sempre foi recebido com sorrisos. Ainda em fase embrionária, a Miriam Gabbai da Editora Callis topou publicá-lo. A partir daí, partimos para a fase de captação de recursos. Para a nossa surpresa, um pequeno grupo de amigos colaboraram sem pestanejar.

Além disso, 160 amigos e conhecidos colaboraram em nossa campanha de crowdfunding, via o site Catarse, que teve mais de mil compartilhamentos em mídia social. Levantamos 130% do valor solicitado, em apenas duas semanas (o prazo era 40 dias!).

Dois anos e muitos capuccinos mais tarde, esperamos que a leitura traga sorrisos, seja um ótimo companheiro das horas em família e incentive, cada vez mais, a apreciação deste tempo.

 

Sobre as autoras:

A paulistana Luciana Pajecki Lederman vive em Nova York, onde cursa Doutorado em Talmud e Educação. Depois de estudar direito e psicologia,em São Paulo, mudou-se em 1999 com o marido para Nova York, onde estudou em horário integral no Jewish Theological Seminar, na Columbia University, deu aulas, participou de seminários, realizou casamentos e trabalhou como voluntária em hospitais e residências para idosos. No Brasil, ela exerceu o rabinato na comunidade paulistana Shalom entre 2005 e 2011, com a qual mantém um forte vínculo.

A jornalista Tania Menai nasceu no Rio de Janeiro, formada em comunicação social pela PUC. Radicada em Nova York desde 1995, de onde trabalha para a mídia brasileira, foi correspondente das revistas Veja e Exame, radio CBN e TV Futura – colabora até hoje para publicações como revista Piaui, Projeto Draft, Trip, TPM, Viagem e 3/3 Turismo, além de publicações costumizadas. É autora de dos livros “Nova York do Oiapoque ao Chui” (Ed. Casa da Palavra), “Tirado os Sapatos” (Ed. Rocco) co-escrito com o rabino Nilton Bonder, e Guia de Nova York (Ed. Abril). Mais em taniamenai.com e nychui.com

A ilustradora carioca Babi Wrobel Steinberg, vive no Rio de Janeiro. Ela é formada em design gráfico com mestrado na Pratt Institute de Nova York. De volta ao Brasil, elaborou trabalhos para estúdios de animação, publicidade, livros infantis, revistas, estamparia, moda, embalagens –chegou a participar da renomada exposição “Ilustrando em Revista”, da Ed. Abril. Babi trabalha com técnicas digitais (ideal para o e-book) e tradicionais como aquarela, lápis de cor, pastel e nanquim. Seu mais recente livro foi lançado em 2014, trazendo um conto que ela escutava de seu pai, Ivan Wrobel: Todo Mundo Saiu. (Editora Escrita Fina). Mais em babiws.com.br

 

Image
Serviço:
Dados: Callis Editora
Autoras: Tania Menai e Luciana Pajecki Lederman
Ilustradora: Babi W. Steinberg
48 páginas, com texto para os pais e receita de chalá na parte final
Lançamentos:
São Paulo – 29 de novembro de 2015 `as 15.30 na Livraria Cultura do
Shopping Iguatemi (leitura com autoras `as 16hs)
Rio de Janeiro – 17 de janeiro de 2016 `as 17hs na Livraria Argumento
do Leblon (leitura com as autoras `as 17.30hs)

1 Comment

Filed under Escritores, Mulheres que fazem a diferença, São Paulo

Abertura da Exposição Forma e Conteúdo – Livro de Artista – em Veneza

 

IMG_20150623_123905499

Queridos amigos, foi hoje  dia 23 de junho a abertura de nossa exposição em Veneza.
Forma e Contenuto
Esposizione di Libri D’ Arte Di Artisti Brasiliani.

Um projeto com artistas incríveis e com obras que nos fizeram ter muito orgulho!! Artistas - Ana Magalhães, Beatriz de Carvalho, Bel Miller, Branca de Oliveira, Carla Petrini, Celina Lima Verde, Cris Kartalian, Cris Mason, Fátima Lourenço, Guyer Salles, Ivani Ranieri, Lilian Arbex, Maria dos Anjos Oliveira, Marilu Beer, Mauro Guatelli, Natália Lima, Roberto Mazzetto, Sueli Martini, Thamar Bortoletto, Virginia Sé, Zilá Troper, Zina Kossoy.

Muito obrigada a todos que participaram e puderam estar conosco na abertura.
Exposição Forma e Conteúdo 1

Segue o release,  fotos da abertura e ainda um artigo sobre livro de artista que gostei muito de escrever para o Consuelo Blog aqui. Espero que gostem. Aguardo os comentários.

Release:

Exposição “Forma e Conteúdo – Livro de Artista”

Nós do Sciacco Studio Escritório de Arte, sediado em São Paulo – Brasil, temos o prazer de apresentar em Veneza, paralelamente a 56 Bienal, a exposição “Livro de Artista – Forma e Conteúdo.

Com apoio cultural do Ateliê Ivani Ranieri e do ateliê Bottega del Tintoretto do artista Roberto Mazzetto, 22 artistas foram convidados a desenvolver um livro de artista respeitando uma dimensão preestabelecida e uma sugestão de desdobramento criada pela artista Ivani Ranieri. A única regra foi a de respeitar o formato. Por fora todos iguais, mesma capa, mesmas dimensões, por dentro liberdade total para criar, cada um com sua linguagem artística.

Este formato tão conhecido por todos nós, de um livro, quando utilizados pelas mãos de artistas como suporte experimental para expressão de sua linguagem plástica, surge como um objeto poético, estabelecendo relações impensadas entre imagem e palavra, entre a imagem e o formato ou ainda apresentando as palavras como imagens.

Palavras de Enock Sacramento: “Livro de artista, também conhecido como livro-objeto, é uma modalidade de arte contemporânea em que o livro deixa de ser um livro comum, com tiragem grande e textos geralmente longos, para se transformar em elemento de artes visuais, a maioria das vezes com edição de apenas um exemplar e realizado não necessariamente com papel. O artista pode sim criar dentro de padrões pré-determinados. Ele pode, por exemplo, receber um “livro” com miolo sanfonado, de formato padrão para transformá-lo num livro de artista. No caso, o padrão é apenas o suporte. Na fatura de sua obra, ele terá, todavia, ampla liberdade para utilizar este suporte. Poderá desenhar, pintar, colar, rasgar, o que bem entender. O resultado será sempre diferente para cada artista.”

Pudemos ver claramente isto acontecer dentro deste projeto que foi uma verdadeira plataforma para desenvolvimento artístico, onde semanalmente parte do grupo se reuniu para trocar ideias e apresentação das etapas do trabalho.

Cada participante exibe nesta mostra uma visão particular de seu universo com linguagem e técnica livremente escolhida. Aquarela, carvão sobre papel, acrílica, colagem, pintura sobre tecido, gravuras calcográficas, fotografias, papel artesanal, esculturas, além de pensamentos e poemas, se transformam em livros de artista.

Com mais este projeto especial, o Sciacco Studio encurta a distância entre o universo das imagens e das palavras, provoca os artistas participantes a se desafiarem e saírem de suas zonas de conforto, abrindo uma discussão sobre a forma e o conteúdo da arte.

Convidamos a todos para a experiência de ver além da forma, olhar o conteúdo.

 

IMG_20150623_180501731

 

Exposição Forma e Conteúdo 3Exposição Forma e Conteúdo 4Exposição Forma e Conteúdo 5Exposição Forma e Conteúdo 6

 

 

 

Leave a Comment

Filed under Arte, Exposições, release

Exposição Forma e Conteúdo – Livro de Artista em Veneza

invito-forma-contenuto900convite-forma-conteudo900

1 Comment

Filed under Arte

Palestra e oficina criativa com Maria Cininha

20150319-091632.jpg
Maria Cininha

Amigos, esta semana aconteceu a palestra e oficina criativa com a artista plástica Maria Cininha.
Ano passado fiz uma entrevista com ela para o blog da Consuelo Blocker.
Para ler o post no Consueloblog clique aqui.

O assunto abordado também foi sobre criatividade e envelhecimento e ainda com oficina criativa.
Foi super interessante!!!

Cininha falou da sua trajetória, de sua tese que aborda o assunto criatividade e envelhecimento, sobre os caminhos que podem nos ajudar a explorar nosso potencial criativo, sobre os seus projetos, sobre as Marias, sobre o projeto Maria vai à Praça.
Para saber mais do projeto Maria vai à Praça clique aqui

Depois todos nós recebemos uma folha impresa com a mesma imagem, que era uma mesa posta com quatro pratos com tonalidades azuis, garfos e facas e alguns detalhes de flor. Recebemos também duas folhas coloridas, onde deveríamos fazer a colagem e mais algumas folhas com flores, listras, bolinhas, folhas prateadas, douradas, canetas, lápis, furador, tesoura e cola.

A proposta era a seguinte: tinhamos que criar algo com aqueles pratos. Eles teriam que aparecer inteiros no que criassemos, fora esta regra, liberdade total.

“Das coisas nascem coisas” este era o título de nossa oficina.
Incrível como cada pessoa tem um olhar para cada coisa e onde a imaginação pode nos levar.
E mais incrível como pensamos uma coisa ao criar e o outro quando olha para o que criamos pensa em outra totalmente diferente.
Simplifiquei bem, mas é mais ou menos o que acontece quando olhamos para uma obra de arte, cada qual com seu pensamento, sentimento e impressão única do que está vendo de acordo com sua própria vivência.

Esta foi imagem que recebemos:

20150319-085233.jpg

Algumas criações:

20150319-085344.jpg

20150319-085529.jpg

20150319-085617.jpg

20150319-085712.jpg

20150319-085815.jpg

20150319-085919.jpg

20150319-090010.jpg

20150319-090058.jpg

20150319-090113.jpg

20150319-090127.jpg

Estas foram as minhas: :)

Nesta primeira pensei em um vaso com flor, uma amiga que viu pensou em um carroussel e outra em uma roda gigante! :)

20150319-090235.jpg

20150319-090248.jpg

Mais criaçōes:

20150319-093254.jpg

20150319-093307.jpg

20150319-093319.jpg

20150319-093330.jpg

20150319-093341.jpg

20150319-093359.jpg

20150319-093410.jpg

Cininha tem muito repertório, ideias, criatividade e uma história de vida inspiradora, sempre quis trabalhar com arte, mas só começou a faculdade perto dos 40 anos, mostrando que é possível, em qualquer tempo da vida, concretizar nossos sonhos e planos.

Obrigada Cininha!

4 Comments

Filed under Acessórios com Arte, Arte, Entrevistas, Ilustração, Mulheres que fazem a diferença, Palestras, pessoas que fazem a diferença, São Paulo

Save the date – 05 de março

20150223-021844.jpg

Leave a Comment

Filed under Arte, Exposições, Livros de Arte, São Paulo

Big Eyes de Tim Burton – Oscar 2015

Hoje é dia de Oscar. Premiação anual americana dedicada ao cinema.
Vários filmes bons!!
Até agora vi dois, Whiplash(excelente!!) e Big Eyes de Tim Burton. Gosto muito do diretor, mas o filme não lembra os efeitos fantásticos que fazem parte da universo dele, talvez uma única cena mostre sua criatividade… A dos olhos grandes…

É um filme baseado em uma história real, da pintora Margareth Keane e seu segundo marido Walter Keane. Eu gostei do filme, mas poderia ter sido melhor, a vida deles é muito interessante e o filme representa a história sem grandes surpresas. Os atores também são bons, mas sem momentos incríveis.
Interessante ver como o marketing levanta um artista e suas obras. Walter apesar de assumir a autoria das obras, tem o talento inegável para a promoção de seu próprio nome e das obras.

A sinopse do filme:

Não recomendado para menores de 12 anos
O drama da pintora Margaret Keane (Amy Adams), uma das artistas mais comercialmente rentáveis dos anos 1950 graças aos seus retratos de crianças com olhos grandes e assustadores. Defensora das causas feministas, ela teve que lutar contra o próprio marido no tribunal, já que o também pintor Walter Keane (Christoph Waltz) afirmava ser o verdadeiro autor de suas obras.
Título original:Big Eyes
Distribuidor:PARIS FILMES
Ano de produção:2014

“A história por trás de Grandes Olhos é extraordinária: Margaret Ulbrich é uma pintora insegura, mãe solteira, até descobrir o carismático Walter Keane e se casar. Ela cria obras populares de crianças com grandes olhos, mas Walter passa a assumir publicamente a autoria das obras, com a conivência da esposa. Dez anos mais tarde, ela decide processá-lo na justiça para retomar o direito de seus próprios quadros. Mas como todos teriam acreditado nessa farsa durante tanto tempo? Por que Margaret teria se deixado levar pelo esquema? Estas são algumas das questões fascinantes levantadas pela história.”

Algumas de suas telas.

.

20150223-004349.jpg

20150223-004436.jpg

20150223-004655.jpg

20150223-004527.jpg

20150223-004852.jpg

A pintora Margareth Keane.

Trailler aqui

Leave a Comment

Filed under Arte, artista do dia, Mulheres que fazem a diferença

Minhas dicas no Consuelo Blog

Post no Consueloblog com dicas (imperdíveis) minhas e da Consuelo de New York.
Passa lá e entra pra comentar!! O salotto é sempre uma festa!

É só clicar aqui

20150205-002432.jpg
Vista do Highline em New York. Mural assinado por nosso artista brasileiro Kobra.

Leave a Comment

Filed under Arte, Exposições, Museus, Nova York