Category Archives: Vídeo

Show do One Direction – eu fui

20140514-115941.jpg

Amigos, é verdade, eu fui.
Fui no show do One Direction no estádio do Morumbi.
Cheguei cedo. Fiquei na fila. Esperei.
Sou tia de fã e tia tem que comparecer, acompanhar.
Gostaria de ser uma tia que meus sobrinhos se lembrassem com saudade e por este motivo estou tentando ser companheira, enfrentar fila, esperar horas…

Mas preciso contar pra vocês que gostei. Gostei do show, gostei de ver a paixão das meninas por aqueles meninos da banda, gostei de ver pais e mães acompanhando seus filhos adolescentes…

Acho que me emocionei também, porque me lembrei como é maravilhoso ser jovem, ter ilusões, amar algo desesperadamente como se o mundo fosse acabar naquele dia.
Como cantar bem alto, sem pensar em mais nada dá uma sensação incrível e como aquele momento é sempre o nosso dia mais feliz, porque estamos no lugar em que sonhamos estar.

Queridos, hoje é só pra falar do que é bom e não dos perigos da idolatria ok?

As meninas cantavam, gritavam com toda a sua força, se emocionavam, choravam.
E eu lá!
Segui a mestra: o que minha sobrinha fazia, eu fazia.
Gritava, eu gritava. Dançava, eu dançava. Balançava os balões verde e amarelo, eu balançava. Hahaahah
Só cantar que não cantei, porque não sabia as letras.
Ah! Cantei sim. Uma música que a banda de abertura tocou: ” O amor, é o calor, que aquece a sua alma!!!

Foi muito bom!
Obrigada minha querida sobrinha Carol!
Já tenho o meu preferido!
You and I
Lá no Morumbi

2 Comments

Filed under São Paulo, Vídeo

Vídeo para o Natal!

O primeiro post do blog foi este vídeo.
Todos os anos coloco novamente na mesma data.
É lindo!!

Feliz Natal mais uma vez para todos vocês!

Leave a Comment

Filed under Vídeo

Feliz Natal!!

Queridos, escolhi para este Natal, um vídeo que coloquei dois anos atrás quando iniciava o blog.
Vale repetir, é lindinho!
Meu desejo é que o amor e a compreensão esteja presente no lar de cada um de vocês.
Beijos e obrigada por estarem aqui!

É só clicar para assistir no youtube.
Little Drummer Boy Lyrics

Leave a Comment

Filed under Vídeo

Águas e Mágoas do Rio São Francisco

Águas e Mágoas do Rio São Francisco

Está secando o velho Chico.
Está mirrando, está morrendo.
Já não quer saber de lanchas-ônibus
nem de chatas e seus empurradores.
Cansou-se de gaiolas e literatura encomiástica e mostra o leito pobre,
as pedras, as areias desoladas
onde nenhum minhocão
ou cachorrinha-d’água,
cativados a nacos de fumo forte,
restam para semente
de contos fabulosos e assustados.

Ei, velho Chico, deixas teus barqueiros
e barranqueiros na pior?
Recusas frete em Pirapora
e ir levando pro Norte as alegrias?
Negas teus surubins,
teus mitos e dourados,
teus postais alucinantes de crepúsculo
à gula dos turistas?
Ou é apenas seca de junho-julho
para descanso
e volta mais barrenta na explosão
da chuva gorda?

Já te estranham, meu Chico. Desta vez,
encolheste demais. O cemitério
de barcos encalhados se desdobra
na lama que deixaste. O fio d’água
(ou lágrimas?) escorre
entre carcaças novas: é brinquedo
de curumins, os únicos navios
que aceitas transportar com desenfado.
Mulheres quebram pedra
no pátio ressequido
que foi teu leito e esboça teu fantasma.

Não escutas, ó Chico, as rezas músicas
dos fiéis que em procissão
imploram chuva?
São amigos que te querem,
companheiros que carecem
de teu deslizar sem pressa
(tão suave que corrias, embora tão artioso
que muitas vezes tiravas
a terra de um lado e a punhas
mais adiante, de moleque).
É gente que vai murchando
em frente à lavoura morta
e ao esqueleto do gado,
por entre portos de lenha
e comercinhos decrépitos;
a dura gente sofrida
que carregas (carregavas)
no teu lombo de água turva
mas afinal água santa,
meu rio, amigo roteiro
de Pirapora a Juazeiro.
Responde, Chico, responde!

Não vem resposta de Chico,
e vai sumindo seu rastro
como rastro da viola
se esgarça no vão do vento.
E na secura da terra
e no barro que ele deixa
onde Martius viu seu reino,
na carranca dos remeiros
(memória de outras carrancas,
há muito peças de living),
nas tortas margens que o homem
não soube retificar
(não soube ou não quis? paciência),
de pontes sobre o vazio,
na negra ausência de verde,
no sacrifício das árvores
cortadas, carbonizadas,
no azul, que virou fumaça,
nas araras capturadas
que não mandam mais seus guinchos
à paisagem de seca
(onde o tapete de finas gramíneas,
dos viajantes antigos?),
no chão deserto, na fome
dos subnutridos nus,
não colho qualquer resposta,
nada fala, nada conta
das tristuras e renúncias,
dos desencantos, dos males,
das ofensas, das rapinas
que no giro de três séculos
fazem secar e morrer
a flor de água de um rio.

“Discurso de Primavera e Algumas Sombras” – 1978

Carlos Drummond de Andrade

1 Comment

Filed under Vídeo

Brooklin Museum apresenta Fred Tomaselli

Tenho visitado o Brooklin Museum sempre que vou à Nova Y0rk e desta vez vi a exposição de um artista que eu ainda não conhecia: Fred Tomaselli.
Achei maravilhosa!

Fred Tomaselli nasceu  na Califórnia e hoje vive e trabalha em Williamsburg, no Brooklin, sendo um dos primeiros artistas a se mudar para este bairro na década de 80.

Eu tenho prestado muita atenção em colagem e o artista trabalha basicamente com esta técnica.
Tem colagem com folhas, pássaros, borboletas, bocas, mãos, remédios.
A colagem é coberta com camadas de resina transparente e prestando atenção podemos ver que tem pintura também na resina.
Fotografamos todas as obras, que são originais,  datadas de 1990 até o presente  e escolhi algumas para colocar aqui no post, foi bem difícil porque eu gostei de tudo!
Assista o vídeo que dá para ter uma idéia de como é o processo.
Aproveitem!

E se puderem visitar é fácil ir de  metro.
A estacão ao lado do museu chama-se: Eastern Parkway / Brooklyn Museum.
As linhas que param lá são a 2 (direção FLATBUSH AVENUE) e 3 (direção NEW LOTS STATION)

Para pegar os trens 2 e 3 de Manhattan procure estações na 7ª avenida nas ruas 42nd, 34th, 28th (2), 23th (2), 14th – sentido Downtown / Brooklyn.

Até dia 02 de janeiro de 2011.

Clique na foto para aumentar e ver melhor os detalhes:

Summer Swell 2007.

Night Music for Raptors, 2010

Detalhe da obra Night Music for Raptors.

Dead Eyed Bird Blast, 1997

Detalhes da obra Dead Eyed Bird Blast

Echo, Wow, and Flutter, 2000.

Detalhe da obra Echo, Wow, and Flutter.

3 Comments

Filed under Arte, Exposições, Museus, Nova York, Vídeo

Tereza Salgueiro em São Paulo

Sou fã do grupo português Madredeus, da guitarra portuguesa e mais fã ainda da voz de Tereza Salgueiro, que agora trilha sua carreira solo.
Este ano ela volta ao Brasil e faz duas apresentações em São Paulo, 27 e 28 de novembro, no Teatro Alpha, apresentando o show “Voltarei à minha terra”.
Eu não quero perder.
Compartilho com vocês uma das músicas do Madredeus que eu mais gosto, “Haja o que houver”.
Aproveitem!

Informações:

http://www.teatroalfa.com.br/

1 Comment

Filed under Música, São Paulo, Teatro, Vídeo

Flores

Fiquei triste porque uma querida artista perdeu sua jovem filha de 38 anos num acidente e depois a morte do artista paulistano Wesley Duke Lee.
Fiquei melancólica.
A vida é realmente muito rápida, o hoje já passou, como diz o artista.
Hoje, abri meu email e li as seguintes palavras:
“…tentarei viver daqui para frente não lamentando a sua ausência mas sim recordando de todos os seus momentos que foram meus…”
E é isto, podemos nos lamentar ou tentar seguir em frente, colocando flores na nossa vida.

1 Comment

Filed under Vídeo