Category Archives: pessoas que fazem a diferença

2017 Vem seu lindo!

Barradauna
Eu e meus filhos queridos! Saudade destas férias!

Ahh final de ano, Ah redes sociais… Quantos encontros e reencontros você proporciona.
Amigos de escola, primos, parentes, amores…
Amor de primo, amor de amigo, amor entre vizinhos, amores de praia…

Amor de adolescência com intensidade de amor de novela…

Este mundo virtual, misturado com o nosso mundo real.
Tudo hoje é muito incrível.Nossas lembranças se tornam presentes.
Louco isto né?

Não sei vocês, mas final de ano sempre me dá saudade do passado. Não é exatamente uma vontade de voltar, nem de viver de novo o que já foi, mas uma saudade das sensações, dos sentimentos, das ilusões, das férias, dos sonhos… Sonhos que nem sei bem quais eram…
Saudade dos filhos e sobrinhos pequenos..
Saudade de mim e dos meus irmãos pequenos…
Saudade de todo mundo da família vivo ainda.
Dos avós, dos tios, da vida que parecia ser eterna.

</p
Eu e minha querida irmã e amiga! Saudade de nós duas pequenas.

Também não adiantaria voltar com a cabeça de hoje, e muito menos com o corpinho, afinal mudamos muito, já não somos os mesmos. Ou será que somos?
Não consegui expressar exatamente o que sinto, sei que ficou um pouco confuso. mas sei que vocês vão me entender.
Época de Natal, de final de Ano, de Ano Novo, mais sensibilidade, mais saudade, mais emoção, mais planos, mais sonhos…

"<br
Meu Rocky bebê, que fofo!

nico
Saudade do meu gato!

E as palavras não conseguem expressar sentimentos e tudo que as pessoas significam pra gente. Li isto hoje e pensei que muitas vezes um olhar, um sorriso, um abraço, e um silêncio carinhoso conseguem demonstrar melhor… mas isto não cabe aqui no blog nem no Facebook…

Desejo a vocês todos um Novo Ano de amor, de sentimentos intensos, de olhos nos olhos, de recomeços a cada manhã e de saudade, muita saudade de tudo o que ainda queremos viver.

Acho que já escrevi este texto aqui, mas como acho lindo e serve para todo ano, segue novamente:

“Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um individuo genial.
Industrializou-se a esperança fazendo-a funcionar no limite da exaustão.
Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui para diante tudo vai ser diferente.

Para você, desejo o sonho realizado, o amor esperado, a esperança renovada.
Para você, desejo todas as cores desta vida, todas as alegrias que puder sorrir, todas as músicas que puder emocionar.
Para você, neste novo ano, desejo que os amigos sejam mais cúmplices, que sua família seja mais unida, que sua vida seja mais bem vivida.

Gostaria de lhe desejar tantas coisas…
Mas nada seria suficiente…
Então desejo apenas que você tenha muitos desejos, desejos grandes.
E que eles possam mover você a cada minuto ao rumo da sua felicidade.

Feliz Ano Novo!!

1 Comment

Filed under Comemoração, pessoas que fazem a diferença

“A Luz é como a Água” – Chovendo Arte em Berlim

“Berlin é o centro de tudo que está acontecendo e irá acontecer na Europa nos próximos anos”, disse David Bowie à revista Vogue no final dos anos 70, quando residiu na parte ocidental da cidade, ainda dividida pelo muro. Retiramos o texto do site Laberlina que vale muito conhecer, clicando aqui.

Visionário este menino David Bowie! Estamos conferindo a cada instante aqui na cidade, tantos anos depois, a verdade da intuição deste gênio criativo.
Cá estamos com nossa primeira mostra em Berlim!

Cópia de _DSC0150

​Viemos com a exposição “A Luz é como a Água” que faz parte do projeto “Chovendo Arte”, criado em 2013 pelo Sciacco Studio, Escritório de Arte localizado em São Paulo, Brasil.

Esta edição​ ​(a terceira) aconteceu na “Galerie Forum Berlin am Meer” com abertura dia 13 de Maio, sexta-feira, às 19h.​

Vinte artistas plásticos participam com guarda-chuvas​ ​representando seus trabalhos, juntamente com as obras originais (pinturas, fotografias,​ ​esculturas e uma instalação) que inspiraram o design no objeto.

Dez dos artistas participantes estiveram presentes à abertura (Cassia Maia, Carla P. Del Nero, Fátima Campos, Márcia Del Nero, Stella Gomide, Sueli Martini, Gisa Machado, Sabine Kutz, Patricia Lopes e Daniel Fontoura), dando ainda mais brilho ao evento que contou com a presença do artista e fundador da galeria Blonay Fuchs e com a apresentação da cantora Kátia Guedes e do pianista Tiago, ambos residentes em Berlim.

Cópia 2 de _DSC9930

Não podemos esquecer dos amigos e família que acompanharam os artistas presentes, vindos de várias cidades do Brasil (Londrina, Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte), dos que vieram de New York, do Silvino do Canallondres, que veio de Londres especialmente para cobrir a abertura do evento, dos visitantes brasileiros e alemães residentes em Berlim, todos prestigiando a exposição. Obrigada!

Um agradecimento especial à artista Stella Gomide que fez a ponte entre nós e a galeria :)

Cópia de _DSC0178

Cópia de _DSC0166

Cópia de _DSC0170

Queremos registrar aqui também nosso carinho aos incríveis artistas que participam e ficaram no Brasil e em New York nos acompanhando, compartilhando e divulgando tudo pelas redes sociais, são eles: Alexandre Fauza, Angelica Bittencourt, Cris Mason, Eusanete Sant’Anna, Celina Lima Verde, Zina kossoy, Regina F.Helou, Rogério Martins, Lícia Pacífico e Doris Geraldi.

Cópia de _DSC0164

Cópia de _DSC0134

Cópia de _DSC0158

O título da mostra foi pensado à partir do conto de Gabriel Garcia Marquez​, ​em que dois irmãos ultrapassam os limites do possível e do impossível, dentro de um universo fantástico, onde a luz jorra e por onde eles navegam e flutuam.
Assim como os dois meninos navegam pela luz como se fosse água, os artistas, de qualquer idade, mergulham em mares profundos e voltam à superfície para flutuar na luz dos sonhos alcançados e materializados em arte​.​

Cópia de _DSC0224-2
Instalaçã0 “A Luz é Como a Água” da artista visual Patricia Lopes

Os guarda-chuvas tem tiragem limitada e como uma gravura, ​são entregues com certificados assinados e numerados pelo artista.
postcard-animated


Sobre a galeria Galerie Forum Forum Berlin am Meer:

O nome da galeria significa Berlim perto do mar, com uma licença poética, aproximando culturas e países através da arte.
Fundada pelo artista Blonay Fuchs fica em um charmoso espaço e região de Berlim e tem como um dos objetivos principais promover o intercâmbio cultural entre países.


Sobre o Sciacco Studio:

Sciacco Studio é um escritório de arte localizado em São Paulo.​ ​Desde 2003 organiza​ e faz a curadoria de​ exposições nacionais e internacionais (Chicago, Lisboa, Londres, Miami, Nashville, Nova York, Paris, Porto, Toronto, Veneza), em Galerias e Feiras de Arte.
Visa desenvolver a carreira dos artistas exibindo seus​ ​trabalhos​ ​para um vasto público,​ ​publicando livros de arte e catálogos, ​ ​divulgando sua arte online em sites e mídias sociais e criando projetos diferentes ​que ampliam o público ​alcançado.
Os últimos projetos especiais foram: dog.art e ​Chovendo Arte, ambos com objetos (esculturas de cachorros e guarda-chuvas) customizados por artistas, levando arte para lugares diferentes e ajudando ONGs que se preocupam com causas importantes, através da doação de parte dos lucros. Saiba mais sobre os projetos: www.dog.art.br e www.chovendoarte.com.br

Sobre o projeto “Chovendo Arte:

Com o projeto Chovendo Arte buscamos conexões.​ ​Na primeira e segunda edição do projeto fizemos uma conexão entre a imagem e a palavra e para brincar com esta ideia, escolhemos o guarda-chuva para representar a imagem e as palavras para representar a chuva. Em um mundo onde parecia que só a imagem tinha força a palavra ressurge, de forma diferente, quebrando distâncias através da internet, e-mails, blogs, twitter. A força da imagem, da arte e da palavra circulando em guarda-chuvas.
Para esta edição, buscando uma nova conexão, nos deparamos com o conto “A Luz é como a Água” de Gabriel Garcia Marquez​,​ que faz parte do livro “Doze Contos Peregrinos”, e encontramos inspiração para um novo elo.
Serviço
Exposição: “A Luz é como a Água”
Curadoria:
Sciacco Studio
Artistas:​ ​Alexandre Fauza, Angelica Bittencourt,​ Carla P. Del Nero, Cassia Maia, Celina Lima Verde, Cris Mason, Daniel Fontoura, Doris Geraldi, Eusanete Sant’Anna, Fátima Campos, Gisa Machado, Lícia Pacífico, Marcia Del Nero, Patricia Lopes, Regina F.Helou, Rogerio Martins, Sabine Kutt, Stella Gomide, Sueli Martini, Zina Kossoy
Abertura: 13 de maio de 2016, sexta-feira,​das 1​9​h​ às 22h​
Exposição: 14 de maio a 21 de maio de 2016​. 2ª a 6ª​​​​​ das 1​6h​ às ​20​h​
Local: Galerie Forum Berlin am Meer – Kollwitzstrasse 54 – 10405 Berlin
Apoio: Canal Londres, Entrecores, Galerie Forum Berlin Am Meer

4 Comments

Filed under Acessórios com Arte, Arte, Esculturas, Exposições, fotografia, Instalação, pessoas que fazem a diferença, release

David Bowie morre aos 69 anos – tristeza

Bowie-david-bowie-348995_800_1268
Sou fã, muito fã do trabalho de David Bowie.
Infelizmente, ele se foi.
Morreu ontem domingo dia 10 de janeiro.
Completou 69 anos no dia 08.

Ainda tinha muito talento pra compartilhar conosco, muita vida pra viver, mesmo que morresse com 100 anos, eu diria: mas já?
Que pena né?

Mas já que tem que ser assim, ficamos com o que ele nos deixou. E que não foi pouco.
Escrevi um post sobre a exposição sobre ele que aconteceu no MIS em São Paulo. Se quiser ler clique aqui.

Abaixo só alguns vídeos com músicas dele que amo!
E mais duas entrevistas que ele deu em diferentes épocas, em uma delas,Iman Mohamed,a esposa de BOwie participa.

E ele SEMPRE foi gato!
#catalert

1 Comment

Filed under pessoas que fazem a diferença

Como envelhecer lindamente. Como?

Queridos, segunda passada, estava  conversando com uma amiga sobre envelhecer. Começamos este assunto porque encontrei uma foto desta amiga (ela estava tão linda que parecia uma boneca) e no nosso primeiro encontro de 2016, entreguei a foto.
Ela olhou e disse: o que o tempo faz conosco…

post3

Falamos bastante sobre como o stress, o dia a dia, as decepções, o cansaço vão refletindo no nosso interior e exterior; e como poderíamos fazer para que as alegrias, o trabalho que amamos, o amor pela família, os projetos ficassem acima de tudo que é negativo.
Claro que conforme os anos vão passando, a pele vai ficando mais flácida, o cabelo muda, a memória falha, as dores aumentam…até aí tudo dentro do normal.
Mas porque vai acabando a graça de viver?
 Aquele brilho nos olhos, aquela vontade de novas experiências, de viajar, de conhecer gente, de produzir, será que não podem ficar até o fim??

post1

Ninguém quer morrer, mas depois de uma certa idade parece que morremos. Quando a pessoa vai ficando velha, ela e os outros acabam achando que como já viveu bastante, o que vier é lucro e não tem necessidade de buscar mais nada e aí é só esperar. Esperar o fim da história chegar, sem precisar protagonizar suas próprias cenas.

post2
Os cuidados estéticos, os cuidados com a saúde e alimentação são necessários, mas nossa cabeça, os sentimentos que temos e com os quais alimentamos nossos pensamentos são fundamentais, acredito que tenham maior influência.

Olhar enxergando, ouvir(mesmo que seja com aparelho) com atenção, ter interesse real pelo que nos cerca e pelo que não conhecemos ainda.Querer aprender mais, uma receita, um idioma, algo na internet. Ser curioso.
A alegria de descobrir, de compartilhar, de se relacionar.
Em tudo achar graça. Dar risada.
Não deixar a emoção envelhecer.
Assim, acho que na hora de morrer, mesmo que seja aos 100 anos, nossa pergunta será: mas já?

Coincidentemente, procurando o que assistir, encontrei um filme sobre Iris Apfel.

Pra mim, Iris Apfel é uma resposta viva de como envelhecer lindamente. Envelhecer bonito pra mim, é um pacote e não só a beleza física. Não é a única, temos muitas respostas traduzidas em pessoas, mas pra mim ela é incrível.
Ouvi falar sobre Iris, mais ou menos há sete anos atrás, quando uma artista disse que faria uma obra inspirada nela.
Na época, lembro que já a achei muito interessante.
iris

Seu estilo, sua autenticidade, seus olhos, suas roupas, acessórios, seus óculos enormes. Você não fica com mais vontade de conhecê-la agora do que quando ela era jovem?

iriseseumarido
Iris e seu marido Carl Apfel.
Carl, faleceu, infelizmente, três dias antes de completar 101 anos.

O relacionamento com seu companheiro de tantos anos, a forma de falar, seu trabalho como decoradora, sua empresa de tecidos, as viagens que fez com o marido pelo mundo, por onde passou, o que conheceu, o que comprou. Pra onde vai hoje, o que cria, com quem se relaciona, as visitas que ainda faz para procurar objetos interessantes mesmo com as dificuldades de andar.

Anna Wintour Costume Center Grand Opening
Pasmem: Ela tem 94 anos e diz que ainda recebe muitos telefonemas todos os dias, às vezes até 50 no mesmo dia!!

Qual será que é o segredo pra envelhecer assim?
Não ser uma desconhecida pra nós mesmas?
Saber o que fica bem e o que não fica e assim nos sentirmos mais seguras?
Ter coragem? A coragem vem do fazer vocês sabiam?
Gostar do que fazemos e de quem somos?
Olhar o próximo com empatia e compaixão?

Amigos e amigas queridos.
Não sei o segredo deste pacote, ainda!
Afinal, espero estar só na metade da jornada!
Quando estiver velhinha, bem bonita, ativa e feliz,eu conto.

iris4

Estas frases abaixo são de Iris Apfel.
Tirei de uma matéria na Vogue da época em que ela visitou o Brasil em 2013 a convite da Swarovski,
Vale a pena ler.

#1. “Todo mundo tem que começar de alguma forma, eu comecei noWWD como uma copy girl. Ser uma copy girl significava pegar papéis nas impressoras e ir levando de um editor para o outro. Apesar de ganhar 15 dólares semanais, eu amava o que fazia, mas tive que sair quando percebi que as pessoas cujas posições eu poderia vir a ocupar eram muito velhas para engravidar ou muito novas para morrer”.

#2. “Quando o MET me chamou para criar uma exposição ['Rara Avis', em 2005] eu pensei: ‘Vai ser fácil eu só preciso colocar umas peças que eu gosto numa vitrine’. Mas aí eles sugeriram de mostrar como usava cada acessório em diferentes épocas da minha vida. No final das contas, saíam uns três caminhões de roupa todos os dias da minha casa. Fora que havia várias cláusulas sobre ganhar uma exposição no MET, uma delas era já ter morrido, mas como vocês podem perceber, essa foi eliminada”.

#3. “Me falaram que eu ia encontrar apenas coisas made in China no Brasil, mas fui a feiras maravilhosas, que mantêm viva a cultura daqui. Comprei algumas coisas e confesso que se a alfândega deixar, eu vou levar muitas coisas para casa e até mesmo pendurá-las em mim”.

#4. “Adorei dois lugares no Brasil: o primeiro foi o Museu Afro Brasil, adorei saber que tem um lugar que mostra como a cultura africana colaborou com o país, há peças belíssimas, eu aconselho todo mundo a ir lá. O segundo foi um lugar com grafites dos dois lados [disse se referindo ao Beco do Batman, na Vila Madalena], que parece um sanatório. Eu amei”.

#5. “Se aposentar é pior que morrer. Há tantas coisas esperando para ser feitas no mundo”.

#6. “Uma peça que eu jamais usaria? O biquíni, of course!”.

#7. “Uma dica para uma boa mala: leve metade das roupas e o dobro de dinheiro. Eu faço péssimas malas. Por exemplo, trouxe essa coisa [se referindo a uma enorme estola lararanja que usava] e não trouxe uma capa de chuva”.

#8. “O conceito de elegância não mudou com o passar do tempo. Ele foi jogado pela janela”.

#9. “Há necessidade de se ter artistas, pelo simples fato de que se eles não existirem, as pessoas murcham e morrem sem a arte”.

#10. “Aprendi com a minha mãe que se você tiver um único vestido preto e os acessórios certos, você pode ter 50 vestidos diferentes”.

por (VINICIUS ALENCAR)

 

3 Comments

Filed under Mulheres que fazem a diferença, pessoas que fazem a diferença

E 2016 chegou!

O que será que nos espera neste Novo Ano que já alcança seu quarto dia?
Nunca sabemos o que vai acontecer não é mesmo?

Podemos planejar, executar, sonhar, imaginar e até acertar, mas o futuro realmente não nos pertence.
Então só nos cabe fazer o melhor, o melhor a cada momento.

Cuidar de nossa alma, alimentando nosso relacionamento com Deus.
biblia1
Nisto creio.

Cuidar do nosso corpo com boa alimentação e exercícios.
photo (1)
Precisando de ajuda podemos contar com a Jaqueline, nossa nutricionista top!
Pra conhecê-la clique no blog aqui.

Cultivar bons pensamentos e enxergar a beleza da vida aproveitando cada instante.
photo
Consuelo, uma das experts neste quesito.
Aproveita e começa a segui-la no Consueloblog clicando aqui

Alegrar-se com as vitórias de cada dia.
Ser solidário.
Ajudar e ajudar e ajudar.
são franscisco quadrado
Arte de Maria Cininha

Que venham lindos projetos como o Vestidinhos de Algodão para as meninas do sertão e como nosso projeto do coração o dogart.

Não contentar-se com pouco, o conhecimento não tem limite.

Quem ainda não conhece a Luciene por favor corre para o blog dela clicando aqui e aproveita para assistir ao vídeo acima.

Cultivar e alimentar as amizades
SONY DSC
Né Salotto?

Fazer da vida uma aventura criativa.
Image
Certo Maria Cininha?

Planejar,enfrentar os medos e agir!
capa-agenda-arte-2016
Agenda Sciacco Studio 2016 pra ajudar no planejamento!

E ser grato. Sempre!

Pode chegar 2016!
Estamos juntos!

12 Comments

Filed under Acessórios com Arte, alimentação, Arte, Mulheres que fazem a diferença, pessoas que fazem a diferença

Sexta feira dia 13 de novembro de 2015

13nov2015---alemaes-acendem-velas-em-homenagem-as-vitimas-dos-atentados-de-paris-na-franca-em-frente-a-embaixada-francesa-em-ber Foto retirada desta matéria no Uol aqui

Sexta feira foi um dia muito triste.

Não tem como parar e não pensar em Paris, nas barragens trincadas, no Rio de Janeiro,  na guerra que acontece entre os países…

É impressionante como o homem, mesmo com tantas descobertas, mesmo chegando à Lua e  quase à Marte, ainda não consegue resolver questões sejam simples ou complexas com conversa, com bom senso, com tolerância.

Tudo isto parece tão distante de nós…

Fiquei pensando nas críticas que li  e em como nos posicionamos. Não conseguimos entender porque isto acontece, mas não cedemos nosso lugar na fila por nada. Somos intolerantes no trânsito e impacientes com quem não partilha de nossas opiniões políticas, religiosas ou qualquer outra que seja. Na época das eleições pudemos ver isto claramente, amigos cortando relações, excluindo de seu convívio virtual e real quem vota em outro partido.

Queremos que o outro entenda e mude!

Mude para o que achamos certo. E o outro também quer o mesmo.

E é assim. explicação simplista do que acontece no mundo.

Ah! Somando a esta intolerância: poder,  dinheiro e  orgulho. Tem bomba mais poderosa?

A dor existe. E o caso não é se a dor de  Paris ou a de Bento Gonçalves ou da Síria é maior. Se estamos dando muita atenção a eles e pouca a nós.

Fato é que o ser humano está cada vez mais irracional e o caso  é que precisamos mudar e esta mudança ter que acontecer aqui e agora.

Começando com cada um de nós. Parece algo muito batido pra se dizer, mas se cada um fizer algo,  mesmo que pareça irrelevante diante de um mundo tão grande e tão cheio de problemas, as coisas melhoram. Mesmo que seja um bom dia, uma flor, um pão… já melhora.

Não podemos esperar pelo outro, porque só podemos tomar nossas próprias atitudes e assim fazer a nossa parte.

Aquela conversa de que sou sozinho e sou um só não é desculpa.

Esta semana falei aqui no blog sobre o projetos dos vestidos, fiquei feliz por tantas pessoas que se envolveram, perguntaram, pessoas  que querem participar e que já participam de outros projetos pensando no bem do outro. Mas não é só isto. Acredito que olhar o outro com respeito, tratar o outro com tolerância, aceitar suas posições é tão importante quanto todos os projetos sociais.

Claro que isto não significa aceitar a morte e a guerra como posição.

Hoje o dia é de tristeza pela tragédia, pela morte, pela perda, pelos parentes que sofrem, pela intolerância, pelas guerras, pelo mal que existe neste mundo. Um dia para reflexão.

Pois não há mal que dure pra sempre.

Esta é minha fé.      

Leave a Comment

Filed under pessoas que fazem a diferença

Vestidos em Algodão para as Meninas do Sertão

são franscisco quadrado

Oi amigos, hoje quero compartilhar com vocês um projeto que conheci através da Maria Cininha ( que vocês já conhecem por este post aqui que fiz para o Consuelo Blog)

Este projeto foi criado por Theresa Maria, uma senhora da cidade de Recife que resolveu costurar um vestidinho por dia em algodão para as meninas do sertão. Inspirada em outra senhora, de 99 anos,  chamada Lilian Weber que se propôs  costurar 1000 vestidos antes de completar 100 anos.
Fico pensando por que este projeto me encantou tanto?  Que faísca se acendeu em mim?
Eu realmente amei a ideia, fiquei admirada com a  senhora que serviu de inspiração, com a beleza, a criatividade, a belezura das Marias da Maria Cininha, com os vestidinhos feitos com capricho, com as meninas do sertão, com a imagem do dia da entrega dos vestidinhos…
Sim, tudo isto me encantou, mas talvez, o que mais tenha tocado meu coração,  tenha sido a questão do tempo.
O de tirar tempo para o outro.
Outro dia a Consuelo, do Consuelo Blog,  escreveu sobre como organizar nosso tempo pra  conseguirmos cumprir nossas metas, organizar nosso trabalho que amamos, cuidar de nós mesmas e ainda dar atenção para nossos queridos? Para ler este post da Consuelo, clique aqui.
Aí eu me pergunto: como dar conta de tudo isto e ainda pensar em tirar tempo para o próximo, que na verdade nem é tão próximo ?
Fiquei imaginando esta  senhora americana, que serviu de inspiração.  Pela lógica, com 99 anos não temos muito tempo de vida, cada segundo é um tesouro. Daí, a pessoa tem uma ideia beneficente e tira seu tempo precioso pra se dedicar a alguém que nunca viu?!
Tempo pensando num bem maior, numa sociedade, num planeta, numa vida.
Não é algo incrível?!!
Fiz umas perguntas pra Maria Cininha, que também dedica grande parte de seu tempo à este projeto,
Cininha tem participação ativa, criou a identidade de Vestidinhos de algodão para as meninas do Sertão, a página no facebook, alimenta o blog com notícias e emprestou suas Marias para que a cada 1000 curtidas no facebook, um vestidinho com a imagem delas fosse criado. Já são muitos vestidos comemorativos com a imagem das Marias da artista.
Alguns dos vestidos comemorativos:
vestidinhoscomemorativos (1)
vestidocomemorativo2
Vamos saber mais:
Cininha, fale sobre o projeto “Vestidos em Algodão para as Meninas do sertão”e como você o conheceu?
Da disposição e solidariedade de Thereza Maria, nasceu este projeto, logo Aída  Nejaim também se engajou e hoje ambas estão a frente do projeto. Tem como objetivo costurar um vestido por dia em algodão para as meninas do sertão de Pernambuco. Abrange crianças de 02 à 12 anos… Hoje este time cresceu muitos e temos mais pessoas, de todo Brasil,  costurando um vestido por dia, ou um por semana, ou conforme a disponibilidade. E não faríamos nada disso sem as nossas preciosas colaboradoras… que doam tecido, linhas, rendas, fitas, aviamentos, botões… Da menor a maior todas as doações são importantes para manter este projeto.
Obs:. Thereza Maria se inspirou no projeto de Lillian Weber uma senhora americana que se propôs costurar  1000 vestidos para as meninas da Africa até o seu aniversário de 100 anos. Thereza afirma que Dona Lillian é sua musa inspiradora.
 
 Eu fui convidada por Thereza Maria logo no começo de março para fazer parte do projeto juntamente com as Marias que fazem a divulgação e emprestam a identidade para o projeto, de tal forma que a cada 1000 curtidas na página do facebook do projeto um vestido é criado com uma das Marias e ficam uma formosura.  Já são 15.000 e 15 vestidos com Marias. Por isso tudo ganhei o status de fada madrinha do projeto o que muito me envaidece.
O que te emociona neste projeto?
Para mim o mais emocionante é o respeito à estas meninas… o capricho com o qual cada vestidinho é criado, cada detalhe, as combinações de cores, verdadeiros vestidos de grife. Como costumo dizer é como se cada menina não fosse uma desconhecida, mas uma garotinha que está esperando paciente e encantada sentada ao lado de quem costura…rsrsrs
Outra coisa os vestidos não se repetem cada um é único, isso reafirma o que disse acima, respeito a uma menina mesmo que quem costure não conheça a cor dos seus olhos ou o seu jeito de andar. Isso é tudo de bom!
Dá tempo de ajudar?
Sim, dá tempo de ajudar!
Para os vestidos temos muito material. Estendemos o projeto para os meninos e também conseguimos muitas camisetas que foram estampadas especialmente para eles. Hoje precisamos de bermudas e cuecas  de 02 a 12 anos,
Endereço para entrega:
Praça da República 465 conjunto 63
São Paulo SP CEP 01045-001
oscaras1
As camisetas para os meninos:
camisetasparaosmeninos
Quando acontecerá a entrega para as crianças?
Novembro e dezembro.
Um detalhe: as organizadoras não pedem nenhuma contribuição em dinheiro. Toda a colaboração recebida foi e continua sendo em material.
Clicando no facebook aqui é só entrar  e curtir ajudando a divulgar e inspirando outras pessoas a fazer coisas semelhantes. Não vamos esperar acontecer, vamos fazer acontecer. E o blog aqui.
Queridos amigos,
Toda vez que eu penso em tempo, penso em tempo pra mim.
Tempo pra não fazer nada, pra dormir, pra viajar, pra estudar, pra estar mais com minha família e amigos…
Talvez por isto, eu ache tão sensacional este projeto.
 Eu gostaria muito de tirar parte do meu tempo para pensar além de mim e do que já amo e contribuir de alguma forma com projetos como este.
Só não digo que vou conseguir costurar um vestidinho por dia… Será que serve um post?

10 Comments

Filed under artista do dia, Entrevistas, pessoas que fazem a diferença