Category Archives: Instalação

“A Luz é como a Água” – Chovendo Arte em Berlim

“Berlin é o centro de tudo que está acontecendo e irá acontecer na Europa nos próximos anos”, disse David Bowie à revista Vogue no final dos anos 70, quando residiu na parte ocidental da cidade, ainda dividida pelo muro. Retiramos o texto do site Laberlina que vale muito conhecer, clicando aqui.

Visionário este menino David Bowie! Estamos conferindo a cada instante aqui na cidade, tantos anos depois, a verdade da intuição deste gênio criativo.
Cá estamos com nossa primeira mostra em Berlim!

Cópia de _DSC0150

​Viemos com a exposição “A Luz é como a Água” que faz parte do projeto “Chovendo Arte”, criado em 2013 pelo Sciacco Studio, Escritório de Arte localizado em São Paulo, Brasil.

Esta edição​ ​(a terceira) aconteceu na “Galerie Forum Berlin am Meer” com abertura dia 13 de Maio, sexta-feira, às 19h.​

Vinte artistas plásticos participam com guarda-chuvas​ ​representando seus trabalhos, juntamente com as obras originais (pinturas, fotografias,​ ​esculturas e uma instalação) que inspiraram o design no objeto.

Dez dos artistas participantes estiveram presentes à abertura (Cassia Maia, Carla P. Del Nero, Fátima Campos, Márcia Del Nero, Stella Gomide, Sueli Martini, Gisa Machado, Sabine Kutz, Patricia Lopes e Daniel Fontoura), dando ainda mais brilho ao evento que contou com a presença do artista e fundador da galeria Blonay Fuchs e com a apresentação da cantora Kátia Guedes e do pianista Tiago, ambos residentes em Berlim.

Cópia 2 de _DSC9930

Não podemos esquecer dos amigos e família que acompanharam os artistas presentes, vindos de várias cidades do Brasil (Londrina, Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte), dos que vieram de New York, do Silvino do Canallondres, que veio de Londres especialmente para cobrir a abertura do evento, dos visitantes brasileiros e alemães residentes em Berlim, todos prestigiando a exposição. Obrigada!

Um agradecimento especial à artista Stella Gomide que fez a ponte entre nós e a galeria :)

Cópia de _DSC0178

Cópia de _DSC0166

Cópia de _DSC0170

Queremos registrar aqui também nosso carinho aos incríveis artistas que participam e ficaram no Brasil e em New York nos acompanhando, compartilhando e divulgando tudo pelas redes sociais, são eles: Alexandre Fauza, Angelica Bittencourt, Cris Mason, Eusanete Sant’Anna, Celina Lima Verde, Zina kossoy, Regina F.Helou, Rogério Martins, Lícia Pacífico e Doris Geraldi.

Cópia de _DSC0164

Cópia de _DSC0134

Cópia de _DSC0158

O título da mostra foi pensado à partir do conto de Gabriel Garcia Marquez​, ​em que dois irmãos ultrapassam os limites do possível e do impossível, dentro de um universo fantástico, onde a luz jorra e por onde eles navegam e flutuam.
Assim como os dois meninos navegam pela luz como se fosse água, os artistas, de qualquer idade, mergulham em mares profundos e voltam à superfície para flutuar na luz dos sonhos alcançados e materializados em arte​.​

Cópia de _DSC0224-2
Instalaçã0 “A Luz é Como a Água” da artista visual Patricia Lopes

Os guarda-chuvas tem tiragem limitada e como uma gravura, ​são entregues com certificados assinados e numerados pelo artista.
postcard-animated


Sobre a galeria Galerie Forum Forum Berlin am Meer:

O nome da galeria significa Berlim perto do mar, com uma licença poética, aproximando culturas e países através da arte.
Fundada pelo artista Blonay Fuchs fica em um charmoso espaço e região de Berlim e tem como um dos objetivos principais promover o intercâmbio cultural entre países.


Sobre o Sciacco Studio:

Sciacco Studio é um escritório de arte localizado em São Paulo.​ ​Desde 2003 organiza​ e faz a curadoria de​ exposições nacionais e internacionais (Chicago, Lisboa, Londres, Miami, Nashville, Nova York, Paris, Porto, Toronto, Veneza), em Galerias e Feiras de Arte.
Visa desenvolver a carreira dos artistas exibindo seus​ ​trabalhos​ ​para um vasto público,​ ​publicando livros de arte e catálogos, ​ ​divulgando sua arte online em sites e mídias sociais e criando projetos diferentes ​que ampliam o público ​alcançado.
Os últimos projetos especiais foram: dog.art e ​Chovendo Arte, ambos com objetos (esculturas de cachorros e guarda-chuvas) customizados por artistas, levando arte para lugares diferentes e ajudando ONGs que se preocupam com causas importantes, através da doação de parte dos lucros. Saiba mais sobre os projetos: www.dog.art.br e www.chovendoarte.com.br

Sobre o projeto “Chovendo Arte:

Com o projeto Chovendo Arte buscamos conexões.​ ​Na primeira e segunda edição do projeto fizemos uma conexão entre a imagem e a palavra e para brincar com esta ideia, escolhemos o guarda-chuva para representar a imagem e as palavras para representar a chuva. Em um mundo onde parecia que só a imagem tinha força a palavra ressurge, de forma diferente, quebrando distâncias através da internet, e-mails, blogs, twitter. A força da imagem, da arte e da palavra circulando em guarda-chuvas.
Para esta edição, buscando uma nova conexão, nos deparamos com o conto “A Luz é como a Água” de Gabriel Garcia Marquez​,​ que faz parte do livro “Doze Contos Peregrinos”, e encontramos inspiração para um novo elo.
Serviço
Exposição: “A Luz é como a Água”
Curadoria:
Sciacco Studio
Artistas:​ ​Alexandre Fauza, Angelica Bittencourt,​ Carla P. Del Nero, Cassia Maia, Celina Lima Verde, Cris Mason, Daniel Fontoura, Doris Geraldi, Eusanete Sant’Anna, Fátima Campos, Gisa Machado, Lícia Pacífico, Marcia Del Nero, Patricia Lopes, Regina F.Helou, Rogerio Martins, Sabine Kutt, Stella Gomide, Sueli Martini, Zina Kossoy
Abertura: 13 de maio de 2016, sexta-feira,​das 1​9​h​ às 22h​
Exposição: 14 de maio a 21 de maio de 2016​. 2ª a 6ª​​​​​ das 1​6h​ às ​20​h​
Local: Galerie Forum Berlin am Meer – Kollwitzstrasse 54 – 10405 Berlin
Apoio: Canal Londres, Entrecores, Galerie Forum Berlin Am Meer

4 Comments

Filed under Acessórios com Arte, Arte, Esculturas, Exposições, fotografia, Instalação, pessoas que fazem a diferença, release

Análise na medida certa – parceria de Yayoi Kusama e Louis Vuitton

Hoje, meu primeiro post no blog da querida Consuelo Blocker!
Passa lá pra deixar seu comentário.

http://www.consueloblog.com/yayoi-kusama-e-sua-parceria-com-louis-vuitton-em-uma-analise-na-medida-certa/

20131201-234857.jpg

Leave a Comment

Filed under Arte, Exposições, Instalação, Mulheres que fazem a diferença, Nova York, São Paulo

Visitando as galerias do Chelsea com Claudia Calirman – parte I

O que não falta em New York é museu, galeria, studio e espaço alternativo para arte. Mesmo que você venha bastante, conheça bem a cidade, fica difícil escolher entre as inúmeras opções de galerias e exposições em cartaz. Existem prédios inteiros dedicados a elas!! Você encontra galerias pequenas, outras que parecem museus, galerias que representam artistas conhecidos internacionalmente e outras com artistas emergentes.

Pensando nisto e contando com a ajuda preciosa da doutora em arte, curadora e querida Claudia Calirman para esta seleção, fizemos um tour por cerca de 14 galerias com as mostras mais bacanas pra te mostrar o que está acontecendo no mês de outubro de 2013 pelo Chelsea.

Como são muitas galerias, fotos e artistas, vou dividir em mais de um post para facilitar a visualização e não cansar, assim podemos absorver melhor as informações.

O lugar marcado para começar o tour foi o Chelsea Market, antiga fábrica dos biscoitos Nabisco e agora um paraíso gourmet. Restaurantes bons e badalados, cafeterias, lojas e nos andares superiores studios de artistas.
Marcamos exatamente aqui, na Sarabeth’s Bakery

20131104-153217.jpg

Saímos em direção à 18th street e entramos na Hauser &Wirth, onde começamos com uma exposição de Brasil. “Sensitive Geometries Brazil. 1950s -1980s. As obras são de um período pós-guerra, onde os artistas experimentavam as possibilidades de expressão dentro de uma linguagem geométrica. Chamada de arte concreta, você pode ver os trabalhos apresentados na galeria clicando aqui.

20131104-153428.jpg
Lothar Charoux — Composição, 1964
Gouache on paper
50 x 70 cm / 19 5/8 x 27 1/2 in

Na mesma galeria vimos a exposição “Something Ancient, Someting New, Something Blue” do artista Mattew Day Jackson. Um trabalho centrado em pesquisas arqueológicas, no pós guerra, no antigo, no novo, em esqueletos, morbidez, um discurso conceitual baseado nestas relaçōes.

20131104-155950.jpg
Alone in Relationship to the Absurd, 2013
Scorched wood, fiberglass insulation, tar paper, steel, wiring, plastic, bronze, Plexiglas, aluminium
127.1 x 121.9 x 121.9 cm
Clicando aqui você pode ver outras obras da exposição.

Seguindo pela 19th street, a segunda galeria David Zwirner
Aqui vimos a exposição de fotos, Hustlers series, desenvolvida cerca de 20 anos atrás, nas proximidades de Los Angeles, o artista Philip-Lorca Dicorcia contratou meninos de programa para que posassem pra ele, pagando o que eles cobravam pelo programa. Criou cenários para fotografar estes rapazes, com luz, fundo e tema para cada foto.
Nas informações sobre cada foto aparece também o valor pago pelo”programa”

20131104-165651.jpg
Tim, 27 years old, Orange County, California, $30, 1990-1992
Chromogenic print, (78.1 x 109.5 cm)

A próxima galeria também na 20th street, a Ziehersmith pudemos ver a exposição “Observer Effect” de Mike Womack que apresentou 14 esculturas que tomaram corpo em 2011 quando o artista estava cuidando de sua mãe doente que lutava com a memória de curto e longo prazo. O artista fez sessōes de hipnose para resgatar lembranças e memórias e segundo ele seu desejo era, extrair memórias de infância na forma de desenhos e re-enterrar-los em um cofre de aluguel, mas decidiu lança-los na forma de concreto, como esculturas.

20131104-232755.jpg

Seguimos para a Bortolami Gallery, onde estava em cartaz “Interior Color Beauty” uma exposição de novas pinturas de Morgan Fisher em sua segunda exibição na galeria. São 25 pinturas onde o artista faz combinações de cores para o interior baseado no livro “Exterior and Interior Color Beauty” produzido em 1935 por General Houses, uma construtora de casas pré-fabricadas.
As cores foram escolhidas de acordo com o catálogo de quais seriam os melhores tons para a sala de estar, jantar, o hall e a cozinha. A organização do livro determinou a organização da exposição.
Os trabalhos foram desenvolvidos na mesma madeira das casas pré- fabricadas.
Muitos dos trabalhos de pintura e escultura do artista estabelecem relaçōes com a arquitetura, como os que pudemos ver nesta mostra.

20131104-235031.jpg

A seguinte galeria visitada, Pace Gallery, é bem conhecida e esteve presente no Brasil na sp-arte, feira de arte que acontece anualmente na cidade de São Paulo.
Robert Ryman estava com a exposição Recent Paintings.

20131105-000003.jpg

E fechando este primeiro post visitamos outro espaço da David Zwirner na mesma rua 20th street, apresentando obras do artista John MacCracken(1934-2011)

20131105-001006.jpg

Leave a Comment

Filed under Arte, Exposições, fotografia, Grafite, Instalação, Livros de Arte, Nova York, reportagens, Street Art

The Roses – A Primavera de Will Ryman

Desde janeiro de 2011 quem passou pela Park Avenue em Nova York pode conferir a instalação “The Roses” do artista Will Ryman.
Grandes esculturas de rosas com direito a joaninhas e pétalas soltas que ocupam o canteiro central da Park Avenue entre as ruas 57th e 67th.
As obra (38 esculturas no total) foram feitas em aço inox, fibra de vidro, pintura automotiva e latão, com o apoio da galeria Paul Kasmin Gallery em conjunto com o departamento “Parks & Recreation” da cidade de Nova York e Fund for the Park Avenue Sculpture Committee.
Inspirado na mudança das estações o artista busca em suas criações unir a fantasia e a realidade.
Esta exposição de arte pública vai até dia 31 de maio.

Para ver a completa história da arte na Park Avenue visite www.nycgovparks.org/art e www.fundforparkavenue.org

4 Comments

Filed under Esculturas, Exposições, Instalação, Nova York, Street Art

Para relembrar: Abertura da Novela Gabriela 1975

Já falei aqui  no blog sobre a abertura da atual novela Passione com instalação do artista Vik Muniz.
Hoje o post é para relembrar a abertura da novela Gabriela de 1975. Os trabalhos apresentados são do artista plástico Aldemir Martins e caracterizam bem a linguagem que o consagrou.
Novelas atingem milhões e milhões de pessoas e podem sim atuar na educação, atuar como agente para transmitir cultura.
Através da imagem, em horário nobre, aproximar o público de obras de grandes artistas, nestes dois casos, artistas plásticos brasileiros.
É como se fosse uma Exposição com incrível audiência, sem nenhuma distinção de classe: é só apertar o botão para ter acesso.

4 Comments

Filed under Arte, Instalação, Vídeo

Obra de Vik Muniz na abertura da novela Passione

Vik Muniz chega à novela das oito(que começa às nove) da Globo.
A convite da diretora Denise Sarraceni, o artista produziu a obra baseando-se nos núcleos centrais da novela.
Produziu três instalações, transformando lixo na imagem de um casal se beijando. A edição do vídeo foi feita por Hans Donner.
Quem não viu no Museu agora pode ver Vik Muniz na Globo.
Uma exposição para milhões de pessoas.

11 Comments

Filed under Instalação, Vik Muniz

Ernesto Neto no MOMA – Nova York com “Navedenga”

Fazendo uma visita ao site da Fortes Vilaça ( galeria em São Paulo que representa Vik Muniz, Beatriz Milhazes, Luiz Zerbini,  Ernesto Neto, entre outros – como tem gente boa lá!!)

Pensei no  Ernesto Neto – não que o tenha esquecido, pois este nosso artista está em alta.

Considerado um talentoso e influente artista contemporâneo,  em 2009,  surpreendeu com instalações marcantes  e com mais  reconhecimento. Fez a Exposição “Anthropodino“ no The Park Avenue Armory –  que pude visitar, pois na época estávamos em Nova York com a Exposição Onze Vezes Brasil.

Na Mostra uma enorme  escultura feita com tule de nylon, tecido translúcido, como meias,  e dentro dela temperos diferentes, tinha canela, gengibre, pimenta, curry. Um convite para que as pessoas tocassem, cheirassem, andassem por tudo, uma grande obra interativa.

Quando chegamos na parte da pimenta, avisaram  para que tivéssemos cuidado com os olhos.

Parecia um  dinossauro, com cheiros diferentes, com as cores dos temperos que manchavam o tecido, os volumes  e a transparência.

E foi  interessante observar  os visitantes, gente de toda idade, jovens, senhores e senhoras, casais com suas crianças entrando e saindo da escultura, como se fosse um brinquedão. E não só as crianças, os adultos também  faziam o percurso.

Exposição Anthropodino - Ernesto Neto - Fotos Daniel Fontoura

Agora em 2010,  sua obra “Navedenga“, que foi adquirida pelo MOMA há três anos e que ainda não tinha sido exposta, pode ser vista até 26 de abril em uma sala especialmente para ela.

Este trabalho também feito em lycra, tem grande dimensão e faz parte de uma série que  nos remete ao corpo humano, ao orgânico, a texturas e cheiros – nesta tem cravos aromáticos, nos” lembra uma nave e também um útero materno”, palavras vindas do MOMA.

Não fui ainda, mas pelo que dá pra ver, tem passeio de novo dentro da obra.

Mais um brasileiro de talento na história.

Muito bom!!

"Navedenga" Ernesto Neto

Leave a Comment

Filed under Exposições, Instalação